terça-feira, 31 de maio de 2016

Família




Para escrever sobre família, resolvi começar pela minha vida. 
As imagens anexas,  são da minha família, extensiva e nuclear.

Olhando para as famílias, podemos compreender o porque a sociedade (bairros, estados, metrópoles...) está marcada pela violência.

O núcleo familiar podem formar ANJOS ou DEMÔNIOS. 

A formação do indivíduo é a proporção da educação que formamos nos nossos lares.

Pessoas VIOLENTAS na maioria das vezes são sujeitos formados por lares violentos, desequilibrados, faláceas torpes, separações de casais de forma violenta ....

Da esquerda para direita meu irmão Roterdã, Célio padrasto e minha linda mãe Neuma.

Minha mãe NEUMA COUTINHO BARBOSA,
mãe exemplar, se não fosse ela e o
meu falecido pai, o que seria da minha vida.
Tive o apoio do meu padrasto Célio Martins de camisa cor de abóbora


Para pensar e refletir, responda para você:
  • Qual o conceito que seus filhos tem sobre você enquanto 
  • Qual o conceito que seus filhos tem sobre você enquanto mãe?
  • Quando seus pais olham para você eles sentem orgulho ou vergonha?
  • Se eu me deformo, minha família vais se deformar?
  • No que a família se transforma, reverbera na sociedade.
  • Faça uma análise da sua vida enquanto individuo.
  • Que tipo de filhos estamos gerando para o mundo?
  • Os maridos estão cada vez mais ausentes e as esposas cada vez mais independentes.
  • O que uma criança entende sobre família é oque ela percebe dentro de casa.
  • Nós nascemos em família, vivemos em família e morremos em família.
  • Família é uma excelente ideia que nasceu no coração de Deus.





























Fecundação Os primeiros registro da matriz de todos os sentimentos de rejeição ou amor é vivido pelo ser humano, tem sua primeira experiência na FECUNDAÇÃO Por isso é necessário que a gestação seja regada de sentimentos de amor e acolhimento. Esse registro será determinante para que a pessoa apresente em sua vida características e comportamentos para toda sua vida.
Postar um comentário